Venda de máquinas agrícolas no Brasil deve crescer 2,9% em 2020

De acordo com Anfavea, exportações desses equipamentos também deve ter aumento de 1% frente a 2019

 

São Paulo — As vendas de máquinas agrícolas e rodoviárias pela indústria a concessionárias no Brasil devem crescer 2,9% em 2020, após um recuo em 2019, apontaram projeções da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea) nesta terça-feira.

As vendas dessas máquinas neste ano estão estimadas em 45 mil unidades, de acordo com a entidade, ante 43,7 mil unidades em 2019, quando foi contabilizado recuo de 8,4% frente a 2018.

Já as exportações desses equipamentos agrícolas e rodoviários neste ano foram projetadas em 13 mil unidades, aumento de 1% frente a 2019. Os números do ano passado representaram alta de 1,5% na comparação com 2018.

A produção dessas máquinas deverá somar 56 mil unidades em 2020, um incremento de 5,4% na comparação anual, segundo a Anfavea. No acumulado de 2019, elas somaram 53,1 mil unidades, com retração de 19,1% ante o ano completo de 2018.

Dezembro

A Anfavea também divulgou nesta terça-feira os números de dezembro de 2019, quando as vendas internas de máquinas agrícolas e rodoviárias somaram 3,3 mil unidades, com queda de 24,4% ante mesmo período de 2018, enquanto ficaram praticamente estáveis frente a novembro, com alta de 0,8%.

A produção desses equipamentos em dezembro passado foi de 2,3 mil máquinas, o que representa queda de 58,8% na comparação com o mesmo mês de 2018 e recuo de 48% frente a novembro.

Já as exportações foram de 0,9 mil unidades em dezembro, com alta de 7% na comparação anual, mas recuo de 15,1% ante novembro, segundo os dados da Anfavea.