Trabalhadores avulsos relatam problemas e Ogmo lista vagas não preenchidas | Brazil Modal

Trabalhadores portuários avulsos (TPA) apontam dificuldades e estimam perdas no primeiro dia de escala digital no Porto de Santos. Já o Órgão Gestor de Mão de Obra (Ogmo) destaca que os estivadores não preencheram todos os postos oferecidos. “Fiquei sem conseguir me engajar por problemas no aplicativo.

O sistema dá apenas 20 segundos para a escolha do trabalho. Se há algum problema, você simplesmente perde a vez, como eu perdi”, arma o estivador Christian Moraes, de 49 anos. Ele está na função há 27 anos. Já o Ogmo informou que o primeiro dia de escala digital transcorreu normalmente.
No primeiro turno, das 7h, “dos oito sindicatos registrados, sete (Sintraport, Sindogeesp, Sindaport, Sindbloco, Sindicato dos Conferentes de Carga, Descarga e Capatazia, Sindicato dos Vigias e Sindicato dos Consertadores) atenderam a 100% dos trabalhos”.

A entidade aponta que houve interesse de trabalhadores ligados ao Sindicato dos Estivadores de Santos e Região (Sindestiva) à escala remota com 194 participações concorrendo a 90 vagas. “Porém, seguindo orientações de sua liderança, foram atendidos apenas 31,11% dos trabalhos ofertados”.

De forma similar, no período das 13h, os sete sindicatos atenderam à totalidade das ofertas de trabalho. “Dos 77 trabalhos ofertados aos estivadores, 50,65% foram atendidos e participaram da escalação remota 297 trabalhadores ligados a este sindicato”.

O Sindestiva nega as orientações e aponta problemas no sistema.

Fonte: A Tribuna

Fonte:
http://brazilmodal.com.br/2015/highlights/trabalhadores-avulsos-relatam-problemas-e-ogmo-lista-vagas-nao-preenchidas/