Porto de Suape será hub logístico da Argentina para o Nordeste | Brazil Modal

O comércio bilateral entre Argentina e Nordeste do Brasil terá um facilitador e Pernambuco será bastante beneficiado com isso. Foi assinado, na noite desta segunda-feira (1), o memorando de cooperação – MOC HUB Logístico entre Tecon-Suape e Agência Argentina de Investimento e Comércio Internacional, que coloca o Porto de Suape como porta oficial no fluxo de mercadorias que tenham o Nordeste como origem e destino.

Com o acordo, Pernambuco passará a absorver diretamente toda a carga argentina com destino ao Nordeste, recolhendo os tributos da nacionalização. Atualmente, esse volume importado entra pelo Sul do país e chega à região pelas rodovias. Além da redução de custos logísticos por utilizar o transporte marítimo para acessar o mercado nordestino, empresas argentinas terão acesso a redução de tarifas e incentivos fiscais do Estado.

O secretário de Desenvolvimento Econômico, Geraldo Julio, que capitaneou o encontro por parte do Governo do Estado em diálogo com o Governo Argentino, destacou o ganho mútuo dessa nova relação comercial. “O Porto de Suape tem o perfil de ser um polo regional na movimentação de cargas para o Nordeste e precisava desse impulso para assumir de fato a posição de entreposto nas relações comerciais internacionais. A gente passa a elevar a movimentação de cargas em nosso porto por centralizar a entrada e a saída para o Nordeste, com o adicional de recolher os tributos da nacionalização, que antes ficavam retidos no Sul, ainda que o consumo fosse nosso. Todo esse volume passará a entrar diretamente por Suape”, destacou.

Outro ponto forte é como o setor empresarial pernambucano e do Nordeste pode tirar proveito dessa nova relação comercial. “O memorando nos coloca diretamente conectado a um mercado mais amplo, com potencial enorme a ser trabalhado comercialmente. Isso potencializa, inclusive, os itens da lista de atrativos pernambucanos na hora de captar novos investimentos para cá porque amplia as possibilidades para empresários que escolherem Pernambuco para fazer investimentos”, reforçou Geraldo Julio.

Em relação à Argentina, o acordo para tornar Suape o hub nordestino do país permite atingir diretamente uma região de 57 milhões de habitantes e PIB de US$ 212 bilhões (ano 2020), evitando assim a intermediação de importadores do Sul do Brasil, que depois vendem o produto já nacionalizado para o Norte/Nordeste. Durante o encontro, o cônsul Geral argentino no Recife, Alejandro Funes Lastra, ressaltou o entendimento por parte das autoridades do Governo de Pernambuco.

“A iniciativa da assinatura é estratégica na integração entre ambos países e particularmente tendo em conta que o Porto de Suape é um HUB Logístico no Nordeste do Brasil. Além do incremento do fluxo comercial entre Argentina e Pernambuco, e também na Região, o memorando se torna ainda mais favorável com a redução de custos logísticos. Com taxas diferenciadas para que os produtos argentinos ingressem ao Brasil através do Porto de Suape, quebramos a relação de dependência com o Sul do país”, pontuou.

“Destaco o entendimento especial do senhor governador Paulo Câmara, que manteve um amistoso diálogo com o embaixador argentino; do secretário de Desenvolvimento, Geraldo Julio, e do presidente do Porto de Suape, Roberto Gusmão, que apoiaram a iniciativa de estabelecer um Memorando de Cooperação com Tecon-Suape”, reforçou o cônsul Geral argentino no Recife.

Além do presidente da Agência Argentina de Investimentos e Comércio Internacional, Juan Usandivaras, e do presidente da operadora de Serviços Portuários Tecon-Suape, Javier Ramirez, outras autoridades argentinas também participaram do encontro, entre elas o embaixador da Argentina no Brasil, Daniel Scioli; o secretário de relações econômicas internacionais, Jorge Neme; e o subsecretário de Promoção de Comércio e Investimentos, Pablo Sivori.

 

 

 

 

Fonte: Ascom Suape

Fonte:
http://brazilmodal.com.br/2015/highlights/porto-de-suape-sera-hub-logistico-da-argentina-para-o-nordeste/