Na Convenção Democrata, Obama culpa Trump por mortes do Covid-19

O ex-presidente dos Estados Unidos Barack Obama discursou na Convenção Democrata na noite desta quarta 19, na Filadélfia, nos Estados Unidos, em apoio ao candidato Joe Biden. Obama escolheu a cidade pelo seu valor simbólico, já que ali foi escrita a constituição do país, em 1787. Segundo Obama, a reeleição de Donald Trump ameaça os pilares da democracia americana.

Em discurso transmitido ao vivo por TVs e redes sociais, Obama fez um ataque duríssimo à presidência de Trump, o que foge do seu habitual tom diplomático.  O ex-presidente afirmou que Trump governa em benefício próprio, o que fere os pilares da democracia dos Estados Unidos. A noite teve ainda discurso de Kamala Harris, vice de Biden, e da ex-primeira-dama e candidata à presidência em 2016 Hillary Clinton.

Veja abaixo os principais trechos do pronunciamento

Sobre Donald Trump

Continua após a publicidade

“Deveríamos esperar que ele fosse o guardião dessa democracia, independentemente de seus valores, do seu ego. Isso nunca aconteceu”.

“Esperei que Trump demonstrasse algum interesse pelo pais, sentisse o peso do cargo, e tivesse alguma reverência pelo democracia. Mas ele nunca fez isso”, continuou.

“Por 4 quase anos, nunca foi atrás de consenso. Não teve interesse em tratar a presidência como algo diferente de um reality show”.

“Trump não cresceu nesse trabalho. E as consequências de sua irresponsabilidade são severas. Temos 170 mil mortos, milhões de postos de trabalho perdidos. E quem está la em cima vem ganhando mais do que nunca”.

Continua após a publicidade

Sobre Joe Biden

“Em tempos tão polarizados, a maioria já fez sua escolha. Mas alguns podem ainda estar em dúvida. Então deixem me falar sobre meu amigo Joe Biden: 12 anos atras, quando comecei a busca por um vice, não sabia q acharia meu irmão”.

“Somos de lugares diferentes, gerações distintas. Mas logo me encantei com sua empatia, sua resiliência. Isso é fruto de toda a dor que ele enfrentou ao longo da vida”.

“Joe Biden sabe que não é melhor que ninguém. Isso é empatia. Quando ele fala com alguém que perdeu emprego, lembra da noite em que seu pai perdeu o dele. Quando houve um pai desesperado, lembra como foi ser pai solteiro”.

Continua após a publicidade

“Por oito anos era o ultimo a sair da sala quando era preciso tomar uma decisão”.

Sobre Kamala Harris 

“Minha amiga Kamala Harris, sua vice, também está absolutamente preparada. É alguém que sabe das preocupações do americano comum por sua experiência própria. E tem políticas concretas. Junto com Biden, os dois podem controlar essa pandemia. Biden me ajudou a fazer isso contra o H1N1, contra o ebola. Ele vai aumentar a cobertura de saúde, como fizemos com o Obamacare. Ele vai resgatar a economia, como fez depois da grande recessão de 2008”.

A liderança americana no mundo

Continua após a publicidade

“Joe e Kamala vão restaurar nossa posição no mundo. Joe conhece o mundo, e todos conhecem ele. Nossa força vem do exemplo que somos, uma nação em defesa de democracia. Não de ditaduras, que mobiliza parceiros contra as mudanças climáticas, o terrorismo, a pobreza”.

Sobre a votação através dos correios

“O que eu sei sobre Joe e Kamala é que se preocupam com todos os americanos. Acreditam que numa democracia em que o direito de votar é sagrado e deve ser facilitado. Acreditam que ninguém está acima da lei, nem o presidente”.

Sobre os protestos contra o racismo

Continua após a publicidade

“Joe e Kamala entendem que não se usa as forças armadas contra quem protesta pacificamente. Nada disso deveria ser controvertido, porque isso não é um principio republicano ou democrata. É um direito constitucional. Mas, nesse momento, esse presidente e seus aliados mostraram que não acreditam nessas coisas. Esta noite, peço que acreditem na capacidade de Joe e Kamala para nos tirar dessa escuridão”.

Sobre uma possível reeleição de Trump

“A democracia nunca deveria ser objeto de trocas de interesses. Requer cidadania forte e ativa. Que acredite na sua capacidade. É isso que está em jogo agora. Esse presidente está ameaçando sua cidadania. (…) Não deixem que tomem seu poder e sua democracia”.

Assista abaixo à transmissão da Convenção Democrata

Continua após a publicidade

Fonte:
https://veja.abril.com.br/mundo/na-convencao-democrata-obama-culpa-trump-por-mortes-do-covid-19/