MT cria grupo de trabalho para levar Ferronorte até Lucas do Rio Verde | Brazil Modal

O Governo de Mato Grosso criou um grupo de trabalho para estruturar e viabilizar a expansão da ferrovia Vicente Vuolo, a Ferronorte, no estado. O objetivo é levar os trilhos de Rondonópolis até Lucas do Rio Verde. O grupo técnico será formado por 2 membros indicados pela gestão estadual, 1 indicado pela Assembleia Legislativa, 1 membro indicado pela bancada de Mato Grosso no Congresso Nacional, 2 representantes da Rumo S.A. (empresa que detém a concessão dos trilhos que ligam Mato Grosso a São Paulo) e 1 membro indicado pela Famato.

O decreto publicado em Diário Oficial determina que o grupo irá acompanhar a estruturação do projeto de extensão da ferrovia e a sua implementação. Os técnicos deverão debater maneiras de viabilizar a passagem dos trilhos por Cuiabá antes de levá-los até Lucas do Rio Verde. O relatório final dos estudos terá que ser apresentado em no máximo 120 dias após a primeira reunião ordinária, e será encaminhado ao Governador do Estado e ao Ministério da Infraestrutura.

A Ferronorte é a única ferrovia em Mato Grosso. Ela liga o município de Rondonópolis ao porto de Santos-SP, e tem papel fundamental no escoamento da safra de grãos. Com as perspectivas de crescimento da produção e de avanço nas exportações, a capacidade da malha terá que ser ampliada, o que já foi confirmado pela concessionária que opera a ferrovia e que – no ano passado – teve a renovação antecipada do contrato de concessão aprovada pelo Tribunal de Contas da União.

Diretor-executivo do Movimento Pró-logística, Edeon Ferreira explica que atualmente a chamada “malha paulista” consegue suportar 35 milhões de toneladas. A expectativa é de que a capacidade será mais do que dobrada. “Com a prorrogação antecipada da malha paulista a empresa irá aumentar de 35 para 75 milhões de toneladas. Isso propiciará que a Ferronorte passe a usar – na prática – toda a sua capacidade de 35 milhões de toneladas. Hoje estão transportando 23 milhões de toneladas”, comenta.

Com a confirmação deste avanço, a ideia de ampliar a extensão dos trilhos em Mato Grosso ganhou força, segundo Edeon. “Existe o interesse da Rumo de estender estes trilhos até Lucas do Rio Verde. Hoje ela está funcionando muito bem de Rondonópolis para Santos e a discute-se o traçado de Rondonópolis para Lucas do Rio verde. Quando esse traçado for definido, nós teremos mais um trecho ferroviário no Brasil e em Mato Grosso. É importante destacar que esse novo trecho não é hoje da Rumo. Ele terá que ser autorizado ou licitado”, explica.

 

 

Fonte: Canal Rural

Fonte:
http://brazilmodal.com.br/2015/highlights/mt-cria-grupo-de-trabalho-para-levar-ferronorte-ate-lucas-do-rio-verde/