México é o 7º maior parceiro comercial do Brasil

No ano de 2019 foram exportados para o México US$ 4,9 Bilhões o que gerou um saldo positivo na balança comercial entre os dois países, ou seja, exportamos mais do que importamos.

O México aparece então no ranking de países para o qual mais exportamos nossos produtos, sendo o 7º maior parceiro comercial.

Exportações para o México

As exportações para o México marcaram 2019 tornando então o país como o 7º maior parceiro comercial do Brasil quando falamos de exportação. Fechou 2019 com um Superávit de US$ 701,77 Milhões, o que significa que o Brasil exportou mais do que importou do país mexicano. A Balança Comercial nos mostra um total de US$ 4,9 bilhões o que significou um crescimento de 8,7% se comparado ao ano de 2018.

Iniciou Janeiro de 2020 tendo uma queda de mais ou menos 22%, causando assim um déficit e ficando na 13º de países que mais exportam do Brasil, claro que durante o ano esses dados ainda iram mudar e a tendência é que essa colocação suba como no ano de 2019, então só precisamos aguardar por isso.

México está entre as 15 maiores economias do mundo e é a segunda maior na América Latina, sendo bastante dependente dos Estados Unidos que é o seu principal parceiro comercial até o momento.

Principais produtos exportados para o México em 2019

Confira agora os principais produtos exportados do Brasil para o México:

  Produtos Exportados México Valor FOB US$
Motores para veículos automóveis e suas partes 589,58 Milhões
Automóveis passageiros 370,2 Milhões
Milho em grãos 320,06 Milhões
Veículos de carga 296,66 Milhões
Soja 232,87 Milhões
Partes e peças para veículos automóveis e tratores 171,15 Milhões
Carne de frango 171,02 Milhões
Produtos semimanufaturados de ferro ou aço 157,64 Milhões
Demais produtos manufaturados 139,28 Milhões
10º Madeira serrada ou fendida 112,15 Milhões

 Economia mexicana

  • Principais setores econômicos: indústria, petróleo, agricultura, finanças e turismo.
  • Moeda: peso mexicano
  • PIB (nominal): US$ 1,224 trilhão (em 2018)
  • PIB per capita (nominal): US$ 9.180 (em 2018)
  • Taxa de crescimento do PIB: 2,1%  (em 2018)
  • Desempenho do PIB no 2º trimestre de 2019 (em relação ao 1º trimestre de 2019): alta de 0,1%
  • Posição no ranking econômico mundial: 12º (em volume de PIB 2017)
  • Composição do PIB por setor da economia: serviços (64,1%), indústria (31,5%) e agricultura (3,9%) – (dados de 2018)
  • Força de trabalho (em 2017): 54,5 milhões de trabalhadores ativos.
  • Taxa de desemprego: 3,6% (em junho de 2017)
  • Investimentos: 22,1% do PIB (em 2017)
  • População abaixo da linha de pobreza: 41% (em 2017)
  • Taxa de juros do Banco Central: 6,25% (em dezembro de 2017)
  • Carga tributária (impostos e taxas): 25,6% do PIB (em 2017)
  • Dívida Pública: 51,5% do PIB (em 2017)
  • Dívida Externa: US$ 480,5 bilhões (em dezembro de 2017)
  • Taxa de Inflação: 5,9% (em 2017)
  • Taxa de crescimento da produção industrial: 0% (no ano de 2017)
  • Principais produtos agropecuários produzidos: milho, trigo, soja, arroz, feijão, café, frutas, algodão, tomates, carne bovina, frango, leite e derivados.
  • Principais produtos industrializados produzidos: alimentos industrializados, bebidas, tabaco, produtos químicos, ferro e aço, petróleo, tecidos, roupas, calçados,  automóveis, bens de consumo duráveis.
  • Principais parceiros econômicos (exportação): Estados Unidos, Canadá e Alemanha.
  • Principais parceiros econômicos (importação): Estados Unidos, Japão, China e Coreia do Sul.