Itália confirma seus dois primeiros casos do novo coronavírus no país

Logo após um cruzeiro com 6.000 pessoas a bordo ser retido em um porto italiano sob a suspeita de carregar o coronavírus 2019-nCoV, o governo da Itália confirmou os dois primeiros casos da doença nesta quinta-feira, 30. Os dois pacientes não tem nenhuma relação com o cruzeiro, cujos passageiros foram autorizados a desembarcar de noite. 

Como divulgou o primeiro-ministro italiano, Giuseppe Conte, os dois enfermos são turistas chineses que estiveram hospedados no Hotel Palatino, em Roma. Ambos foram hospitalizados na capital. “Estou confiante de que a situação permanecerá confinada (a esses casos)”, disse Conte.

O premiê também anunciou que o tráfego aéreo entre a Itália e a China está fechado.

A mais de 80 quilômetros de Roma, em Civitavecchia, mais de 6.000 passageiros de um cruzeiro, que já havia passado pela Espanha e pela França, foram impedidos de desembarcar no porto local devido à suspeita de pelo menos um caso de 2019-nCoV. Pela noite, a contaminação foi descartada, e o passageiro que gerou o alvoroço foi “diagnosticado com uma gripe comum”, de acordo com a empresa proprietária da embarcação.

Fonte:
https://veja.abril.com.br/mundo/italia-confirma-seus-dois-primeiros-casos-do-novo-coronavirus-no-pais/