Índia converte estádio em prisão para quem violar a quarentena

Um estádio de cricket e um complexo esportivo na cidade de Chandiarh, no norte da Índia, foram convertidos em uma prisão temporária para abrigar aqueles que violarem a quarentena imposta pelo governo de Narendra Modi. O país adotou medidas drásticas para conter a proliferação da Covid-19, a doença causada pelo novo coronavírus. Segundo as autoridades, até esta terça-feira, 31.600 pessoas já foram presas no local.

“Nós juntamos as pessoas que, vagando pela rua, violam as condições da quarentena e as levamos à cadeia para ensina-las sobre o distanciamento social e como se higienizar, além de darmos comida. Elas são soltas no mesmo dia”, disse Chandrajit Singh, do escritório de relações publicas da polícia de Chandiarh, segundo a CNN.

Singh assegurou que ninguém é indiciado criminalmente por violar a quarentena, mas apenas em casos de reincidência a polícia pode “tomar alguma ação”. Embora a medida tenha suposto teor educativo, a polícia indiana é conhecida por sua truculência. Nas redes sociais, vídeos começaram a emergir mostrando os agentes de segurança espancando as pessoas que estavam violando a quarentena.

A Índia decretou a quarentena de seus 1,3 bilhões de habitantes na terça-feira 24, fechando todos os estabelecimentos comerciais, fábricas, oficinas e templos religiosos por 21 dias. Para evitar os efeitos negativos na economia, o governo anunciou um pacote de 22 bilhões de dólares em ajuda financeira às empresa e aumento no valor de benefícios à população mais carente.

Continua após a publicidade

A pandemia do novo coronavírus já atingiu mais de 170 países, infectando 803.313 e matando cerca de 38.743 pessoas, segundo a Universidade Johns Hopkins. A Índia contabiliza 1.251 casos e 32 mortes. No Brasil, foram contabilizadas 4.661 infecções e 165 mortes, a maioria no estado de São Paulo.

Fonte:
https://veja.abril.com.br/mundo/india-converte-estadio-em-prisao-para-quem-violar-a-quarentena/