Imprensa mundial destaca exame positivo de Covid-19 de Bolsonaro

O resultado positivo do presidente Jair Bolsonaro em um exame para coronavírus é destaque nos principais jornais internacionais nesta terça-feira, 7. O americano The New York Times noticia na manchete de seu portal a informação, afirmando que Bolsonaro é um “notável cético” da agressividade do novo vírus.

“Mesmo após vários assessores de Bolsonaro testarem positivo nos últimos meses, o presidente muitas vezes evitou precauções como usar máscara e praticar distanciamento social”, diz o jornal, que afirma ainda que o presidente “rejeitou repetidamente o perigo representado pelo coronavírus”.

The Guardian/Reprodução

O britânico The Guardian também destaca o caso em sua manchete e afirma que Bolsonaro “banalizou repetidamente a pandemia e desprezou o distanciamento social, mesmo quando o Brasil se tornou o segundo país mais atingido depois dos Estados Unidos, com mais de 65.000 mortes e 1,6 milhão de casos confirmados”.

CNN/Reprodução

A rede de televisão americana CNN publicou a notícia com destaque e afirmou que Bolsonaro comunicou o resultado positivo em uma coletiva no Palácio da Alvorada. “O presidente, que usava uma máscara, alertou as pessoas para não se aproximarem dele”, disse o canal em seu portal.

Continua após a publicidade
Le Monde/Reprodução

O jornal francês Le Monde afirma que Bolsonaro “minimizou a doença e participou de vários eventos públicos sem usar máscara, enquanto criticava as medidas de isolamento implementadas em vários estados” desde o início da pandemia. 

El País/Reprodução

O diário espanhol El País também destacou a doença em sua manchete. “Ao anunciar os resultados de seu exame, o presidente repetiu sua defesa do tratamento com a hidroxicloroquina, um medicamento cuja eficácia causou polêmica entre as autoridades médicas no combate à doença”, diz a reportagem.

BBC/Reprodução

A notícia é destaque ainda no site da emissora britânica BBC e em meios de comunicação da Argentina, Itália e Alemanha. O jornal Clarín fala de “comoção no Brasil” e o italiano Corriere della Sera afirma que Bolsonaro “sempre manteve uma atitude desafiadora em relação à epidemia”, apesar de ser do grupo de risco com seus 65 anos. 

Der Spiegel/Reprodução

A revista alemã Der Spiegel cita as críticas sofridas pelo presidente brasileiro da comunidade internacional por subestimar a gravidade da pandemia. “Não faz muito tempo que ele comparou o Covid-19 a uma ‘pequena gripe’”, relembra a reportagem. 

Corriere della Sera/Reprodução

Fonte:
https://veja.abril.com.br/mundo/imprensa-mundial-destaca-exame-positivo-de-covid-19-de-bolsonaro/