Governo de SP lança programa para fomentar exportação de pequenas empresas

O governador de São Paulo, João Doria, lançou nesta quinta-feira, 30, um programa para capacitar micro, pequenas e médias empresas a se tornarem exportadoras. De acordo com a Secretaria de Desenvolvimento Econômico do Estado, a meta do projeto é qualificar 150 empresas em 2020 e aumentar gradativamente o número de participantes, chegando a 1.200 pequenos e médios empresários a exportar produtos produzidos no Estado.

“Nossa ideia é exportar, além de produtos, os serviços. São Paulo é o grande hub de exportações do Brasil e nossa ideia é ampliar ainda mais a participação do estado”, afirmou o governador. Segundo a secretária de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen, atualmente, mais de 20% das vendas do Brasil para o exterior saem do estado e 45% das empresas que fazem comércio com o mercado externo estão sediadas em São Paulo.

O novo programa prevê a descentralização dos serviços de exportação do estado, ainda muito concentrado na capital. A capacitação terá duração de cinco meses por turma e abordará os temas como inteligência comercial, formação de preços, adequação de produtos e serviços, planos de negócios, marketing e vendas, ministrados por professores da Fundação Instituto de Administração (FIA).

O programa de capacitação vai incluir startups e o setor de serviços em seu escopo de atuação. Poderão participar micro, pequenas e médias empresas (MPMEs) que ainda não exportam ou que já atuam no comércio internacional e queiram expandir suas vendas. Para participar, as empresas precisarão se cadastrar no site da InvestSP e passar por um processo de seleção, que avaliará o atual estágio para acesso ao mercado externo. Após a seleção, a empresa receberá a visita de um consultor que irá prepará-la para cumprir todas as etapas do treinamento.

Depois de concluída a fase de treinamento, o programa irá monitorar as empresas, por meio da equipe de promoção de exportações da InvestSP. A fase de acompanhamento terá duração de dois anos. Nesse período, serão feitos diagnósticos semestrais para verificar se o plano de ação elaborado durante a capacitação está sendo implementado de forma eficiente.

“O estado de São Paulo tem hoje 10 mil empresas que já mantêm algum tipo de relação comercial com outros países, sendo que 98% são micro, pequenas e médias empresas. No entanto, 18% delas encerram as atividades após o primeiro ano. Capacitar essas empresas para exportar é um dos caminhos para aumentar a competitividade dessas empresas e reduzir essa taxa de mortalidade”, afirma Wilson Mello, presidente da InvestSP.

Fonte: Veja SP