Ela passou 28 anos sem pátria nem documentos: “Eu me sentia invisível”