Dólar segue em baixa após maior queda diária em dois anos | Brazil Modal

Moeda norte-americana fechou o pregão desta terça-feira (2) com a maior desvalorização desde diária desde 8 de junho de 2018 (-5,59%).

dólar operava em queda contra o real logo após a abertura desta quarta-feira (3), estendendo as perdas expressivas da véspera diante do otimismo em relação a uma recuperação econômica global, embora tensões políticas locais e internacionais sigam no radar dos mercados.

Às 9h07, o dólar recuava 0,54%, a R$ 5,1824 na venda, enquanto o principal contrato de dólar futuro tinha queda de 0,43%, a R$ 5,190.

Na última sessão, o dólar spot despencou 3,23%, a R$ 5,2104 na venda, maior desvalorização percentual diária desde junho de 2018. É a mais forte desvalorização percentual diária desde 8 de junho de 2018 (-5,59%) e o menor patamar de encerramento desde 14 de abril de 2020 (R$ 5,1906).

Neste pregão, o Banco Central realizará leilão para rolagem de até 12 mil contratos de swap tradicional com vencimento em setembro de 2020 e fevereiro de 2021.

 

Fonte: Reuters

Fonte:
http://brazilmodal.com.br/2015/highlights/dolar-segue-em-baixa-apos-maior-queda-diaria-em-dois-anos/