Após negócio com BP, ECB acerta venda de diesel “verde” à Shell | Brazil Modal

A companhia brasileira ECB Group, do empresário Erasmo Carlos Battistella, fechou um contrato com a Shell de fornecimento de diesel e querosene “verdes”. O acordo prevê o fornecimento de mais de 500 milhões de litros por ano a partir de 2024, ano em que a planta responsável pela produção – a Omega Green, no Paraguai – a Omega Green deve entrar em operação.

Este é o segundo acordo que a ECB fecha neste ano para a venda dos combustíveis renováveis, e já representa o maior acordo de fornecimento firmado pela companhia. O primeiro, com a petroleira britânica BP, envolveu a negociação de 1 bilhão de litros por cinco anos.

A planta que fornecerá o diesel renovável (HVO) e o querosene de aviação renovável (SPK) a partir do processamento de soja terá capacidade de produzir 20 mil barris por dia. A unidade também produzirá biocombustível de aviação SAF e nafta verde.

“Estamos muito satisfeitos por ter a Shell como nosso maior offtaker individual”, disse Battistella, fundador e CEO do ECB Group, em nota. Segundo o empresário, o acordo “posiciona a biorrefinaria Omega Green de última geração como um grande produtor para atender a uma demanda crescente por combustíveis de baixo carbono”.

Também em nota, o executivo Odeh Khoury, vice-presidente da Shell para Comércio de Produtos e Abastecimento nas Américas, disse que, “ao combinar as capacidades de produção do ECB e a presença regional com a experiência de comércio global de biocombustíveis da Shell, somos capazes de trazer um volume significativo de combustíveis renováveis para o mercado global”.

A expectativa do ECB Group é de que as assinaturas de compromissos de fornecimento de HVO e SPK não apenas viabilizem financeiramente o investimento como atraiam sócios para a empreitada, pioneira no Hemisfério Sul.

Segundo o grupo, para o projeto da biorrefinaria Omega Green foram contratadas a companhia Honeywell UOP, proprietária de uma tecnologia de refino de combustível renovável; a americana Crown Iron Works, que fornece sistemas e tecnologias de processamento e pré-tratamento de matéria-prima; e o grupo Acciona, de engenharia e construção.

 

 

 

 

Fonte: Valor

Fonte:
http://brazilmodal.com.br/2015/highlights/apos-negocio-com-bp-ecb-acerta-venda-de-diesel-verde-a-shell/